4 cuidados que sua empresa precisa ter ao rastrear equipe externa

A tecnologia móvel de monitoramento veio para revolucionar, rastrear equipe externa nunca foi tão eficaz. Mas, existem alguns cuidados que o gestor precisa se atentar antes de tomar a decisão de monitorar a jornada de trabalho de equipe técnica ou de vendas.

Um desses cuidados é deixar a situação do funcionário às claras, com o Termo de Uso de Dispositivo Móvel Rastreável – faça o download gratuito.

Rastrear equipe externa nunca foi tão vantajoso para todas as partes!
Rastrear equipe externa nunca foi tão vantajoso para todas as partes!

Nunca monitorar e rastrear representante autônomo

Recebo várias consultas de empreendedores que trabalham com representantes “exclusivos”. Em muitos casos, esses empreendedores fornecem ajuda de custos para os seus respectivos representantes.

Por haver um custo extra, esses líderes gostariam de poder controlar melhor o trabalho desse profissional externo pra saber se está valendo a pena investir nesse representante. Duas das maiores necessidades dos gestores têm a ver com o monitoramento da rotina externa:

1 Medir a frequência das visitas a clientes;
2 Medir o nível de comprometimento do colaborador.

O representante comercial é uma figura autônoma, e sua relação com qualquer empresa não deve ser de igualdade no que diz respeito à rotina de trabalho e controle de jornada como é feita com um funcionário CLT.

O máximo que você pode estabelecer e determinar nessa relação profissional é um objetivo de vendas.

O empreendedor comete um grande erro quando resolve querer chegar nesse nível de controle com um representante autônomo e ou “exclusivo”: o empregador está se expondo ao vínculo trabalhista, porque esse tipo de acompanhamento de rotina carateriza controle de jornada de trabalho.

O monitoramento a distância é somente para a jornada de trabalho do vendedor que possui registro CLT. Desta forma, é permitido pela Lei, porque o funcionário está ao dispor da empresa, dentro da jornada de trabalho que foi estipulada durante a contratação. Qualquer caso de monitoramento fora desta descrição é incorreto.

Será que vale a pena o risco? Pense nisso antes de querer rastrear ou monitorar um representante.

O smartphone do funcionário pode ser rastreado

Mas, se o dispositivo móvel pertencer à empresa também exige cuidados.

Este aspecto parece óbvio, mas não é! Nos EUA, com a popularização dos dispositivos móveis, smartphones e tablets, já é tendência ter funcionários que usam o dispositivo móvel pessoal para o trabalho. Em inglês, a sigla que nomeia esse método é BYOD (Bring Your Own Device). Em português, o significado é “Traga o seu próprio dispositivo”.

Funciona assim: as empresas estipulam um valor máximo que cobrirá o plano de operadora do funcionário. Tudo em troca do uso do smartphone pessoal para uso profissional.

Até aí, não há problemas. Mas, quando falamos de rastreamento e monitoramento, a coisa pode mudar de figura. Principalmente em território verde-amarelo.

Exatificando, não existe uma legislação específica vigente no Brasil, o nosso legislativo ainda não criou nada que aborde diretamente o tema “rastreamento e monitoramento de funcionários via GPS de dispositivo móvel”. Isto porque estamos falando de tecnologias recentes.

Mas, nada é totalmente liberado. Hoje, o que existem são jurisprudências comuns a todo item e bem patrimonial. Logo, é permitido que a empresa rastreie, monitore e até grave imagens para segurança e ou produtividade, desde que o aparelho seja um bem da empresa.

Já ao rastrear e monitorar um smartphone que pertença ao seu funcionário, você pode estar à deriva das brechas da legislação. Existe uma série de medidas que devem ser observadas que trato nesse post.

 

O seu funcionário precisa saber que o smartphone é monitorado.

Diversos motivos podem fazer o empresário querer instalar um aplicativo de rastreamento de funcionário externo sem que o empregado saiba, a fim de propor demissão por justa causa.

São os casos em que líderes duvidam se o funcionário está comprometido com metas de resultados. Principalmente, se o funcionário externo realmente comparece ao cliente para fazer a visita.

Acontece, porém, que esse tipo de conduta “pegadinha” nunca é visto de forma favorável pelo Judiciário. Se o funcionário entrar com um processo trabalhista contra a sua empresa, este tem grandes chances de ganhar, pois um Juiz de Direito vai anular suas provas, porque são constatações “forjadas”.

Mesmo que haja a razão na sua tomada de decisão, você corre o risco de pagar uma indenização trabalhista. Nos piores casos, o Juiz responsável pode pedir que o funcionário seja readmitido, no mínimo, por um ano com estabilidade de emprego.

A conduta correta, ao rastrear qualquer tipo de funcionário, é avisar que o celular usado para o trabalho está sendo monitorado.

A partir disto, o funcionário precisa assinar um termo de uso diferente, com detalhamento das regras impostas pela sua empresa, para que ele tenha ciência de tudo o que acontece com aquele aparelho. Nós disponibilizamos para você fazer o download gratuito agora mesmo do Modelo de Termo de Uso de Dispositivo Móvel Rastreável, feito especialmente para equipes externas. 

Você não pode rastrear somente alguns funcionários da sua equipe.

Pode esquecer, se você pensou em monitorar e controlar apenas alguns membros da sua equipe externa – e dar “liberdade exclusiva” para outros funcionários externos.

Nunca tenha este pensamento segregador na sua equipe externa, se você não quer ter problemas legais. Isso só pode acontecer quando você estiver testando um sistema.

Se você quer rastrear todos os seus funcionários externos, que são de mesma hierarquia, tudo bem. Esta é uma atitude coerente com foco em produtividade e controle de resultados.

Caso contrário, sua decisão segregadora pode ser considerada como perseguição. Entenda: sua empresa pode sofrer uma ação por perseguição, se você demitir um funcionário que estava sendo rastreado, enquanto há outro funcionário não-monitorado de mesma hierarquia, na mesma equipe.

Cuidado! Sua empresa ficará muito exposta, porque nada justifica uma demissão apontada como justa causa, quando existe segregação de funcionários externos durante o rastreamento com foco em produtividade.

Também tenha cuidado se a sua empresa atingir grandes limites, diferentes regiões ou todo o território brasileiro. Se fizer uso do rastreamento em apenas algumas equipes mais distantes, eu sugiro que você adquira para todos os membros de cada equipe.

70 Comentários

  1. Rafael Sandim

    Se eu contratar uma empresa para fazer um software que infringe essas regras, ela poderá ser processada ou apenas eu? Resumindo, a empresa deve se opor a tais tipos de funcionalidades quando feitas por baixo dos panos a pedido do cliente?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli Da Contele

      Olá Rafael, você fez uma pergunta importante. A responsabilidade perante o funcionário, representante ou qualquer outra relação de trabalho é da empresa, ainda mais se a empresa contratou um fornecedor de tecnologia para fazer um software que infringe as regras.

      Responder
  2. André Cunha

    Boa noite. Um promotor de vendas, ele se encaixa no caso do autônomo?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Caro André, o que caracteriza um autônomo não é o fato de ser um promotor de vendas. O autônomo, como seu próprio nome diz, ele tem autonomia para trabalhar para quem ele quiser e não tem vínculo empregatício com o contratante. Existem promotores que são autônomos e promotores que trabalham no regime clt. Respondido?

      Responder

  3. Acho um absurdo uma empresa monitorar um funcionário o tempo todo. Eu por exemplo q trabalho com vendas e metas , não funciono sobre pressa, me sinto aguada e não consigo render se estiver sem esse maldito aplicativo. Deveria ter uma lei que proibisse essa porcaria. Muitos funcionários não rendem mais pq se sentem vigiados o tempo todo. Absurdo essa merda de gps, me sinto num bbb

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Roberta, independente dos seus termos usados, admiro sua coragem em se manifestar. Acredito que você só está enxergando o lado do problema da pressão e do monitoramento. Quero te dizer que muitos usuários amam o Contele GE porque ele trás a oportunidade de você se destacar e a transparência aumenta sua empregabilidade (algo que considero importante em momentos de crise). Sobre trabalhar sobre pressão, isso independe de aplicativo,e acredite todos rendemos mais quando somos pressionados. Espero que você repense ! Obrigado por participar do blog. Leo

      Responder
  4. Jaqueline

    Sou do RH da empresa onde eu trabalho e a minha dúvida é se a empresa utilizar de um sistema de ponto remoto ela deve pagar ao funcionário para ter internet disponível no celular? A empresa ainda deve fornecer uma folha de ponto impressa para o funcionário?
    O sistema de ponto remoto é legal nos conformes da lei?

    Atenciosamente

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Jaqueline, A empresa fornecendo o aplicativo para registro do ponto não carece do fornecimento da internet para tal. Seria a mesma coisa que dar acesso externo aos e-mail e ter que custear a banda larga do seu funcionário. ok? O sistema de ponto nada mais é do que informatizar o “ponto manual” e é aceito elo judiciário para comprovação de jornada.

      Responder
  5. Diego marques

    Diego marques
    Olá sou promotor de vendase uso o ágile promoter mas fui obrigado a usar o aplicativo em meu celular particular pois a empresa não fornece um aparelho
    Também tive que comprar um aparelho onde a empresa me vendeu pois o meu não era compatível com o sistema
    Isso é certo ?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Diego, quando o aplicativo é instalado em um aparelho pessoal tem que ser autorizado pelo usuário (no caso você). Se você não concorda, você não é obrigado a usar. Abs Leonardo

      Responder
  6. Carolinne

    A funcionária que trabalha com gps e ponto de entrada e saída pelo aplicativo pode ser descontado por controle de um GPS?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Carolinne, boa tarde! Depende muito da situação. Se o GPS apontar algo diferente em relação ao horário e local do ponto a ser batido, eu acredito que sim.

      Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Alcione, o monitoramento acontece sem internet, pelo GPS e armazenando os dados no aparelho. Apenas a atualização do portal depende dá internet.

      Responder
  7. Rosália

    Uso o telefone da empresa, Posso estar sendo monitorada sem que eu saiba? tem como ficar invisível ou apagar meu histórico?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Rosália, tecnicamente é possível, mas espero sinceramente que não esteja acontecendo com você! Abs, Leonardo

      Responder
  8. denis

    Leonardo, bom dia!
    A empresa para qual trabalho, multinacional, nos dá um celular com linha corporativa. Sou em vendedor externo. Eles podem ter acesso ao conteúdo das ligações ou essas informações apenas a operadora pode fornecer mediante solicitação judicial?
    Obrigado

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Denis, chamadas de voz apenas podem ser interceptadas com autorização judicial, independente de quem for a linha.

      Responder
  9. Bianca

    Boa tarde , caso meu aparelho descarregar , eles conseguem fazer o rastreamento ?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Bianca, um celular desligado por estar sem bateria nunca será rastreado. (não sei s respondi sua pergunta). Abs, Leonardo

      Responder
    2. Leonardo Gazolli

      Oi Bianca, um celular desligado por estar sem bateria nunca será rastreado. (não sei se respondi sua pergunta). Abs, Leonardo

      Responder
  10. Carla Cristina de Mendonça

    Olá Leonardo
    Boa tarde

    Trabalho por regime de CLT,porém exercendo atividades externas. No meu contrato consta que minha função (Coord.Campo) não é regida por controle de horários.
    Mas desde Janeiro 2017 a Cia instalou um aplicativo de monitoramento para toda equipe externa nos próprios aparelhos fornecidos por eles. E nesse aplicativo precisamos fazer check in e check out todas as vezes que entramos e saímos dos clientes.
    Isso pode ocorrer?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Carla, pode sim! O fato de estar isento do ponto (artigo 62 da CLT) não isenta a necessidade de gestão das visitas e um controle de jornada de modo que não exceda em horas extras. A empresa pode fazer sim. Abs, Leonardo

      Responder
  11. Roberto Fischer

    Bom dia Leonardo.

    Exemplo: sou vendedor externo e tenho flexibilização de horário. Utilizo o carro da empresa para trabalhar, porém o mesmo também está disponível para uso particular. O carro fica sempre comigo. Foi instalado telemetria e rastreador em todos os veículos da empresa, ou seja, estou sendo rastreado 24 horas por dia, 7 dias por semana. O fato de estar sendo monitorado 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana, não pode gerar um problema trabalhista para a empresa? Afinal, não quero ser monitorado no meu período de folga. Como fica esta situação?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Caro Roberto, A empresa pode rastrear o bem que lhe pertence 24 hrs. Se não é confortável para você ser monitorado nos horários de folga é melhor não usar o veículo. Abs, Leo

      Responder
  12. Rafael

    Leonardo,

    Utilizo o carro da empresa e o mesmo fica comigo sempre.

    Com rastreador veicular, estou sendo rastreado 24 horas por dia, 7 dias por semana. Eu não gostaria de ser rastreado nos meus momentos de folga. Como fica esta situação?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Rafael, o rastreamento protege o veículo também, nesse caso sugiro não usar o carro nos seus momentos de folga. (se é possível isso) Abs, Leonardo

      Responder
  13. Heleno

    Bom dia, trabalho como promotor de vendas, e sou monitorado por um aplicativo em meu celular, a empresa fornece plano de internet para eu usa-lo, só que a empresa obriga o cumprimento de 8 horas por dia e o não cumprimento na minha empresa eles alegam que pode ser demitido por justa causa, isso pode acontecer? E minha carteira esta registrada na empresa, ou seja não sou totalmente autônomo mas sou funcionário externo

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Heleno, o processo de demissão por justa causa é longo e extenso, envolve advertências e suspensão antes. Sugiro um diálogo com sua liderança para esclarecer todos esses pontos. Abs. Leo

      Responder
  14. Jonas Vieira

    Olá, trabalho com implantação de softwares e sistemas, a empresa nos solicitou para instalar em nosso celular, pessoal, o aplicativo de registro de ponto.
    A empresa não ajuda com a nossa conta telefônica, registar em GPS nossa jornada, e, não conta o tempo que ficamos em deslocamento em viagens, exemplo; Viajo de ônibus a um cliente, pego a ônibus as 6:30 da manha, chego no cliente as 12, seis horas de viagem, fico no cliente até as 17 hora, 30 mim, de almoço, 12:30 estou no trabalho e fico até as 17h , totalizando 10 horas de trabalho, porém, considera somente 08 horas.

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá Jonas, O fato de usar um aplicativo no seu aparelho não é um impeditivo e sim uma coisa que vai te ajudar. Se você não autorizar, não é permitido a instalação ok? Sobre o controle de horas extras, se você tem um controle do ponto, as 10 horas deveriam estar registradas. Forte abraço. Leo

      Responder
  15. Maria do casmo

    Gostaria de saber sim aplicativo do agile de promoter sabe sim eu ainda estou em casa tem como ele descobre.

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Maria, Com a tecnologia do GPS é possível saber sim, agora se a ferramenta Agile possui não posso responder porque não conheço. Forte abraço. Leo

      Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Olá William, o nosso comercial atende no 0800 031 7565. Obrigado. Conte comigo! Abs Leo

      Responder
  16. Fábio Silva

    Olá Leonardo tudo bem ?
    Em nossos aparelhos estamos pensando em colocar o contele GE , me fala uma coisa que não consegui entender :
    Caso um dos aparelhos esteja com a internet ativada e sem estar com o GPS ligado , não irei conseguir ter o ponto exato de localização correto ?
    Caso a bateria do celular acabe , consigo saber por onde este aparelho passou ou a rota que ele fez após a bateria finalizar ?
    Resumindo ,
    Consigo saber a rota que foi feita durante o dia mesmo que o celular ficou desligado ?
    Att ,
    Fábio

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Fábio, tudo sim! Com o aparelho desligado nada acontece em nenhuma situação. Apenas será avisado que o aparelho foi desligado e qual era o estágio da bateria naquele momento. EM relação ao GPS desligado , qualquer uso do aplicativo haverá a necessidade de habilitar e o monitoramente com o GPS desligado funciona com outras opções, como por exemplo triangulação de antenas da operadora. Espero ter esclarecido , caso contrário nosso comercial atendo no 0800 031 7565. Forte Abraço! Leo

      Responder
  17. Celia

    Boa tarde, sou registrada pelo regime clt e quando fui contratada , regia nonmeu contrato que eu nao teria obrigatoriedade de horario contanto que cumprisse 40 hrs semanais.
    Porem fazem um ano que a empresa implantou um sistema de monitoramento que só libera meu aparelho as oito da manha e bloqueia as 18.
    E me obriga a trabalhar aos sabados.
    Sendo que durante a semana muitas vezes nem horario de almoço eu faço, chegando a extrapolar o horario do contrato.
    A empresa é nacional e trabalho com gerencia para supervisionar.
    Eles podem me obrigar a trabalhar sabado, sendo que cumpro meu horario durante a semana?

    Responder

    1. Olá Anselma, Se a empresa opera de sábado ela pode sim exigir. Tudo isso deve estar claro no contrato de trabalho ou em adições posteriores. Abs, Leo

      Responder
  18. Cintia

    Meu celular tem gps posso ser rastreada mesmo que o mesmo estejá desligado

    Responder
  19. Rosemeire Freitas

    Bom dia, eu preciso de um controle de quilometragem, eu consigo ? Tem algum termo de obrigatoriedade ou de compromisso em relação a não deixar o celular descarregar ? Como posso me assegurar desses incidentes ??

    Responder

    1. Oi Rosimeire, Você consegue sim. Sobre a bateria, infelizmente é um ponto fraco de qualquer smartphone, porém você complementar com uso de carregador veícular e power bank (bateria extra). Lembrando que o interesse e a preocupação de manter o smartphone carregado tem que ser usuário. 🙂 Leo

      Responder
  20. Danilo

    A empresa me deu um celular, porém nele não podia acessar nem as configurações pra alterar papel de parede…. mas também não consegui achar nenhum termo de uso, e no contrato de trabalho não tem nada falando sobre, dei um “hard reset” nele, e agora? devo usa-lo normalmente?

    Responder
  21. Rafael

    Olá, gostaria de saber se a empresa consegue ver os aplicativos e conteúdos que estão no celular do funcionário pelo Agile Promoter

    Responder
      1. Rosana

        Esse app contele GE a minha empresa quer colocar no meu celular pessoal eles tem acesso a tudo no meu telefone? Aplicativos e conteúdos? Esse é meu medo..Como posso ter certeza que não estão invadindo minha privacidade

        Responder

        1. Olá Rosana, fique tranquila que seus dados pessoais estão seguros ao instalar o APP. O APP visa apenas ajudar na sua rotina e melhorar sua produtividade. Forte Abraço! Leonardo

          Responder
  22. Matias

    Trabalho em vendas externas, com carteira assinada, a empresa forneceu um celular com rastreador, porem nao concordamos, se me mandarem embora por isso, posso entrar com processo contra a empresa?

    Responder
  23. Matias

    Gostaria de saber, trabalho com meu carro, a empresa so me ajuda com 100,00 por semana, trabalho externo e gasto muito com manutenção do carro, posso exigir que me pague aluguel do carro ou manutenção?

    Responder

    1. Oi Mathias, você pode e deve sugerir uma adequação dos valores, caso os R$100,00 semanais não estejam sendo suficientes. Existe uma planilha nesse blog chamada “simulador de km rodado” que permite estimar o custo mensal de despesas de um veículo a trabalho. Forte abraço. Leonardo

      Responder
  24. Rodrigo

    Sou promotor de vendas e utilizamos um aparelho com gps, a empresa consegue ver a rota que foi feita no dia? E eles conseguem ver o horário que passei por cada lugar? Obrigado

    Responder
  25. Douglas

    Olá Leonardo.

    Sou promotor de vendas, na minha ctps está escrito ” Função externa não subordinada
    a controle de horário na forma do art. 62 inciso 1 clt ” e mesmo assim a empresa utiliza um sistema de GPS para rastreamento e/ou controle de horário dos funcionários, pesquisei sobre o art. 62 e constatei que o mesmo viola oque está discriminada na ctps, vou entrar com uma ação trabalhista! Mas gostaria de saber o seu ponto de vista, agradeço desde já.

    Responder

    1. Olá Douglas, Como você pediu meu ponto de vista, primeiramente sempre considero uma ação trabalhista a última das últimas decisões que qualquer um deva tomar. Sobre a questão do GPS , apesar de você não ter o controle de jornada pelo artigo 62, a sua empresa precisa controlar as horas extras e o GPS tem varias finalidades alem dessa, portanto não quer dizer que a empresa feriu o artigo 62. Forte abraço Leonardo

      Responder

    2. Olá Douglas, Como você pediu meu ponto de vista, primeiramente sempre considero uma ação trabalhista a última das últimas decisões que qualquer um deva tomar. Sobre a questão do GPS , apesar de você não ter o controle do ponto pelo artigo 62, a sua empresa precisa controlar as horas extras e o GPS tem varias finalidades, alem dessa, portanto não quer dizer que a empresa feriu o artigo 62. Forte abraço Leonardo

      Responder
  26. Jeferson

    Olá, recebi da minha empresa um aparelho com o sistema ágile promoter, junto com o aparelho veio um termo de responsabilidade que querem que eu assine me responsabilizando por perda e danos no aparelho, falando também que devo devolver o aparelho nas mesmas condiçoes em que recebi. Ô que quero saber é se eles podem fazer isso? Eu não assinei ainda acho que não devo me responsabilizar pois não solicitei aparelho nenhum estou correto?

    Responder

    1. Olá Jeferson, É dever de todos os colaboradores zelar pelas ferramentas de trabalho, porém a questão de devolução em mesmo estado, no caso do celular não me parece ser viável. Responsabilizar-se por perdas e danos não me parece adequado também, de modo que cabe um diálogo com sua liderança, Ok?

      Responder
  27. Arthur

    Olá Leonardo, tudo bom? Trabalho com manutenção externa e a empresa irá implementar o sistema de registro de ponto pelo smartphone, nossa equipe e formada por dois colaboradores, onde sempre realizamos as atividades juntos, mas como utilizamos o mesmo carro da empresa, chegamos a saímos de casa em horários diferentes. A empresa fornece apenas um aparelho, ela deveria fornecer um para cada?

    Responder
  28. Ligia

    Ola. Gostaria de saber se isso pode. Sou promotora de vendas externa. E agora colocaram gps so pra alguns promotores e outros nao tem. Isso pode?

    Responder

    1. Olá Lígia, poder pode, mas não é o ideal. Imagino que possa ser uma situação provisória ou de caráter específico. Forte abraço Leo

      Responder
  29. MONICA

    BOA TARDE!!

    MINHA EMPRESA DEU UM CELULAR COM GPS INSTALADO PARA CADA FUNCIONÁRIO. EM CADA CLIENTE TEMOS QUE EFETUAR O CHECK IN OU CHECK OUT E DEPOIS A SINCRONIZAÇÃO. GOSTARIA DE TIRAR UMA DUVIDA. DEPOIS QUE EFETUAR O CHECK OUT E TIRAR AS FOTOS DO TRABALHO PARA ENVIAR PARA EMPRESA O MONITORAMENTO SÓ SERÁ EFETUADO APÓS A SINCRONIZAÇÃO OU NA HORA DO CHECK OUT?

    OBRIGADA.

    Responder
  30. Isabella

    Olá gostaria de saber…se a empresa pode fazer um controle de horário via whatssap pessoal?
    E se é permitido comprovar presença com foto com horario.
    Por exemplo chego na revenda q eu faço e tirar foto do horário do computador da loja q não é minha empresa…e somente a empresa auê presto serviço.

    Responder

    1. Olá Isabella, não é a forma mais inteligente de fazer este tipo de gestão , porém desconheço se é ou não permitido por lei. Abs, Leonardo

      Responder

  31. Olá desculpe se fugir um pouco do foco pois sou funcionário publico, trabalho como fiscal de transito mas as questões que li aqui no blog são muito interessantes, recebi um celular com rastreamento, se retirar a bateria nos horários de descanso interrompe o rastreamento? assim como outros comentários também não concordo em assinar termo que diz que se o aparelho for perdido ou danificado posso até sofrer processo administrativo e sindicância porém assinei, eles pressionaram a aceitar o aparelho mesmo em setor publico isso tá correto?

    Responder

    1. Igor, todo rastreamento deve respeitar a sua jornada de trabalho e portanto você pode desligar o celular e evitar o rastreamento fora do expediente. Em relação ao termo, nada indifere ao fato de ser órgão público ou privado.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *