Os principais erros de uma empresa de prestação de serviços de campo

Os principais erros de uma empresa de prestação de serviços de campo

Ao abrir uma empresa de prestação de serviços de campo, alguns empresários não dedicam atenção a pontos importantes nesse segmento.

Num mercado com forte concorrência, e diversas dificuldades logísticas e processuais, quem atua no ramo de prestação de serviços precisa estar sempre atento para não perder o seu lugar.

No post de hoje, iremos passar pelos principais erros de uma empresa de prestação de serviços, e como é totalmente possível corrigi-los.

Então, se você tem uma prestadora de serviços, ou é responsável pela equipe técnica, recomendo não cometer os seguintes erros:

1. Não investir na imagem da empresa

Quando se trabalha com prestação de serviços, e não com produtos, acredita-se que não é necessário investir em marketing e propaganda.

Alguns até pensam que basta a qualidade do serviço prestado, que o boca a já faz a divulgação da empresa.

Apesar do boca a boca ser muito forte na divulgação, as empresas de prestação de serviços erram ao não trabalharem o seu marketing.

Não construir uma imagem positiva da empresa pode levar a empresa à falência.

E o que é Marketing para uma empresa de prestação de serviço?

Não basta apenas ter um veículo com logo da empresa e colaboradores uniformizados, a sua empresa precisa ir além do básico.

Hoje no mundo digital, onde a procura por empresas na internet, você precisa estar presente no Google.

Incluir a sua empresa no Google Meu Negócio, assim você estará presente nas pesquisas sempre qual alguém procurar pelo serviço que presta.

Criar um site, com a possibilidade de orçamentos, também é um passo vital na criação da imagem da sua empresa.

Além disso, invista tempo e recursos em um programa de indicação, isso deixará seus clientes felizes e, ainda, fornecerá mais clientes ativos para a sua empresa.

2. Não ter o Cliente no centro das atenções

Os clientes são o coração de uma empresa que faz prestação de serviços de campo.

Não é só pela questão do marketing boca a boca, mas também pelo fator de satisfação do cliente.

A empresa precisa estar atenta à qualidade do serviço prestado, e ao valor percebido pelo cliente.

Pesquisas de satisfação são fundamentais para a medição do sucesso da sua empresa.

Clientes satisfeitos são menos propensos a cancelarem, e são os que mais participam dos programas de indicações.

Utilize a tecnologia do smartphone para recolher feedbacks dos seus clientes.

Por meio de um aplicativo, a equipe técnica pode preencher formulários básicos, que fornecerão dados de como está a satisfação dos seus clientes.

E todos esses indicadores, ficarão disponíveis em um sistema para você tomar ações de melhoria.

3. Não ter o melhor da equipe técnica

Para uma empresa que fornecem bens de consumo, o produto é o foco.

O produto deve ser o melhor do mercado, com a melhor embalagem e usabilidade.

Para quem presta serviços, não pode ser diferente:

A sua prestação de serviços precisa ser a melhor do mercado, e sua equipe técnica precisa alcançar essa meta.

É importante destacar que, para os seus clientes, a sua empresa é o seu prestador de serviço, pois é o único contato que eles possuem de você.

O recrutamento e seleção dos colaboradores precisa ser minucioso, para você filtrar e pegar os melhores.

Treinar os seus colaboradores precisa ser algo cultural na sua empresa.

Basta uma rápida pesquisa no Google que, com certa facilidade, você encontrará cursos online para repassar aos colaboradores da sua empresa.

Promova incentivos, por meio de premiações ou benefícios, para a sua equipe técnica.

Tente vincular esses incentivos com a satisfação do cliente e, assim, você terá um trio de ouro:

Incentivos da Equipe > Satisfação dos Clientes > Indicações.

4. Não utilizar tecnologia

Você precisa saber tudo que acontece na rua, isso é o básico.

Não é admissível que, na era da tecnologia e do smartphone, você não tenha fotos da prestação de serviços da sua empresa.

Isso é o básico, para que a sua empresa tenha segurança jurídica e tranquilidade no que faz.

E a papelada?

A papelada precisa ser evitada na prestação de serviço. Isso é arcaico!

Além de ser desgastante para quem trabalha na rua, as informações não chegam precisas para quem gerencia a equipe.

Sem falar que, segundo a Associação Brasileira de Gestores de Documentos, as empresas gastam cerca de um mês por ano procurando informações.

Hoje em dia já existem tecnologias para a emissão e armazenamento de ordem de serviço digital.

Fiz um vídeo para o meu canal no YouTube, em que mostro como a OS Digital pode ser benéfica para a sua empresa:

Tudo sobre Gestão de Equipes no YouTube

Se você é gestor de uma equipe de prestação de serviço, e gostou do conteúdo deste post, gostaria de deixar um convite:

Inscreva-se no nosso canal sobre gestão de equipes externas no YouTube, onde semanalmente postaremos conteúdos exclusivos e gratuitos para você.

Tudo sobre Gestão de Equipes no Whatsapp

Além disso, você pode receber todos os conteúdos novos diretamente no seu Whatsapp.

Basta clicar no botão abaixo e nos enviar a mensagem, que iremos te enviar um aviso sempre quando sair um conteúdo novo.

Os principais erros de uma empresa de prestação de serviços de campo
5 (100%) 1 voto[s]