Os principais erros das empresas no reembolso por km rodado

Os principais erros das empresas no reembolso por km rodado

Já testemunhei discussões sérias dentro de equipes que fazem o uso do reembolso por km rodado.

Após anos oferecendo tecnologia para automatizar os processos de reembolso, acumulamos experiência depois de tanto conhecer os problemas e erros mais comuns cometidos pelas empresas nestes processos.

Vou listar aqui os 3 erros mais cometidos pelas empresas no reembolso de quilometragem:

Fiz um vídeo sobre Os principais erros das empresas no reembolso por km rodado para o meu canal, e recomendo muito que você assista!

1. Valor injusto de reembolso por km rodado

Há tempos tenho visto absurdos dentro das empresas sobre desperdícios de recursos e de tempo, só para apurar a quilometragem rodada pelo funcionário externo.

As discordâncias de valores, assim como as informações duvidosas, são recorrentes.

Já conversamos com empresas em que o funcionário solicitou reembolso de 7.000 km’s rodados em um único mês. (Andou o Brasil inteiro kkkkkk)

E também já vi empresas pagarem apenas R$0,25 por km rodado para carro, o que é um absurdo, pois não cobre o custo do combustível.O valor de KM rodado é sempre pouco para quem recebe e muito para quem paga.

Como equilibrar essa discussão?

A minha experiência te diz:

O valor do fator de reembolso do km rodado é necessariamente uma decisão técnica e deve ser baseado em critérios transparentes.

Vejo empresas definindo o fator de reembolso aleatoriamente e sem um critério que justifique o outro lado e por isso as discussões.

Vou deixar aqui, duas opções para você basear o seu reembolso em critérios justos, sem ‘’achômetro’’:

Simulador Grátis de Reembolso KM rodado

Calculadora Online de Reembolso por KM Rodado

2. Pagar a quilometragem rodada para fins particulares

Muitos trajetos que o funcionário faz por conveniência podem não ser produtivos para a empresa.

Dois exemplos distintos de reembolsos de quilometragem injustificados são:

Almoçar em casa e, como ocorre em grandes cidades, optar por rotas rodoviárias para despistar o trânsito parado/congestionado.

Neste caso, o ideal é pagar somente a quilometragem realizada durante as visitas marcadas.

A solução manual mais comum que vejo é cruzar um relatório de visitas em excel com o Google Maps e, a partir do km gerado no Google Maps, aplicar o fator de reembolso.

É uma maneira de qualificar a informação do km rodado, porém esse processo gera uma burocracia interna no preenchimento, eventuais exageros de km rodado sem uma comprovação e dificuldade na apuração deste relatório.

Se você faz assim hoje e quer automatizar esse processo, clique aqui.

3. Usar o reembolso como moeda de troca

Já vi alguns absurdos como reembolso de R$6.000,00 por mês que, na verdade, era um vendedor que abusava demais e inventava visitas.

Acredite, esse vendedor me ligou uma vez e pediu para eu confirmar que ele me visitou, caso alguém da empresa dele me ligasse (óbvio que fiquei com uma imagem péssima dele).

Tudo isso com a conivência do seu líder, sem o consentimento da empresa.

Isso é um verdadeiro ‘’tiro no pé’’, pois um dia esses abusos de visitas inventadas podem ser vetados, levando a uma grande desmotivação por parte do funcionário, mesmo que injustificada.

Infelizmente alguns gestores usam o reembolso para motivar funcionários insatisfeitos com a remuneração da empresa.

Isso é outro ‘’tiro no pé’’!!!

Se existe alguma insatisfação do funcionário, o problema deve ser tratado de forma transparente e diretamente na causa.

Jamais compense com coisas que não sustentam uma parceria entre empresa e funcionário a longo prazo.

Guia de Como fazer o Reembolso por KM Rodado

Usar Tecnologia para automatizar o Reembolso por KM Rodado é o caminho mais seguro para minimizar conflitos.

Através da tecnologia do Contele Gestor de Equipes, você automatiza, dá transparência e torna todas essas premissas possíveis em um único lugar.

Conheça melhor o nosso Método Único de Reembolso.

Os principais erros das empresas no reembolso por km rodado
5 (100%) 1 voto[s]