Cálculo do valor de reembolso por KM rodado

Aprenda a fazer o cálculo do valor de reembolso por KM rodado 

reembolso

 

Se você já usa o carro de seu funcionário e entende o quanto isto é vantajoso para a sua empresa, então iremos falar, sobre como calcular o valor (R$) de reembolso por KM rodado.

É muito difícil você estipular um valor “aleatório” e esse valor agradar toda a sua equipe, não havendo nenhuma discordância.É muito comum haver discussões acaloradas entre empresa e funcionário, até que ambos fiquem satisfeitos.

Por isso, a decisão de estipular um valor de reembolso por KM rodado não precisa ser “aleatória” e sim, uma decisão baseada em parâmetros e critérios técnicos, conforme irei lhe mostrar, passo a passo, em um exemplo de cálculo.

PRIMEIRO PASSO:

Estipular um modelo padrão de veículo a ser usado

Esse padrão pode variar um pouco de acordo com o modelo de negócio, porém,em nosso exemplo, iremos adotar o “GOL MIL 0 KM”, para definir os critérios de consumo de combustível e manutenção.

SEGUNDO PASSO:

Estimar o KM rodado por ano de trabalho

Essa estimativa deve ser muito próxima a realidade, para que todos os cálculos sejam efetivos e justos, para ambas as partes.

Estabeleça uma estimativa de valor de “KM RODADO” por ANO, e de preferência, que esse valor seja acordado com a equipe.

Exemplos de “KM RODADO” por ANO:

Meu funcionário irá rodar 24.000 KM por ano, a trabalho.

Meu funcionário irá rodar 12.000 KM por ano, a trabalho.

No exemplo a seguir iremos adotar os 24.000 KM por ano (2.000 KM por mês)

TERCEIRO PASSO:

Definir quais serão os indicadores que seu reembolso por KM rodado irá restituir ao seu funcionário, e fazer o cálculo do valor por KM:

a-) Combustível:

Conforme falado anteriormente, o padrão adotado nesse exemplo é o “GOL MIL 0 KM”, e o consumo médio desse veículo, de acordo com o fabricante, é de 14,75 KM por litro.

Para chegar no valor correto de reembolso por “KM RODADO”, deve-se aplicar a seguinte fórmula:

Custo do combustível (R$ por KM)   = Preço do litro (R$ por Litro)  / Consumo médio (KM por Litro)

Nesse exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0KM”, temos o seguinte resultado:

Custo do combustível (R$ por KM)  =   3,76  (fonte) /  14,75  (fonte)

Custo do combustível (R$ por KM)  = 0,25

Esse valor, obrigatoriamente, entra na composição, pois o combustível é o mínimo que a empresa deve considerar para um reembolso por KM rodado justo.

b-) IPVA + Seguro obrigatório + Licenciamento:

Se o custo do IPVA + Seguro obrigatório + Licenciamento for acertado entre as partes para compor o valor (R$) de reembolso por KM rodado, a fórmula é essa:

Custo do IPVA + SO + LIC (R$ por KM)  = (Valor do IPVA + SO + LIC) /  (“KM RODADO” por ANO)

Nesse exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0KM” temos o seguinte resultado:

IPVA = 3% do valor do carro na tabela fipe

SEGURO OBRIGATÓRIO =  R$ 105,65 (veículos particulares)

LICENCIAMENTO = R$ 80,07 (2016, em SP)

Custo do IPVA + SO + LIC (R$ por KM)  =  (R$ 1.200,00 + R$ 105,65 + R$ 80,07) /  24.000  (“KM RODADO”por ano)

Custo do IPVA + SO + LIC (R$ por KM)  = R$ 0,06

c-) Manutenção:            

A manutenção (revisão da concessionária), depende diretamente do tempo de vida do veículo utilizado pelo funcionário, e também, se a empresa irá ou não, aceitar veículos acima de 03 anos de uso.

Nesse exemplo, iremos trabalhar com o “GOL MIL 0KM” e com o “KM RODADO” x ANO de 24.000KM

Revisões obrigatórias do GOL Mil 0KM:

quadro de revisão gol para reembolso km rodado

A recomendação das concessionárias, em geral, é que a revisão deve ser feita a cada 10.000Km ou 6 meses, de acordo com o que acontecer primeiro.

No exemplo que estamos adotando, haveriam duas revisões por ano, e iremos considerar o custo do terceiro ano (5°. e 6°. Revisão), para chegarmos no custo (R$ por KM) da manutenção.

Custo da manutenção (R$ por KM)  = Valor das revisões do ano  / “KM RODADO” por ANO

Em nosso exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0KM”, temos o seguinte resultado:

Custo da manutenção (R$ por KM)  =   R$ 980,67  (5°. e 6°. Revisão) /24.000  (“KM RODADO” por ANO)

Custo da manutenção (R$ por KM) = R$ 0,04

d-) Investimento inicial x Depreciação:

Esse item é recomendado pagar, caso exista uma exigência de renovação da frota, por parte do funcionário.

Caso a empresa queira exigir que o funcionário utilize veículos com, no máximo, 03 anos para trabalhos pela empresa, esse custo de renovação pode ser incluído no valor do reembolso por km rodado.

Conforme falado anteriormente, o padrão adotado nesse exemplo é o “GOL MIL”  e o valor atual nesse exemplo é R$ 40.000,00

Custo atual do veículo: R$ 40.000,00

Taxa de depreciação 1°.ano: 20%

Taxa de depreciação 2°.ano: 10%

Taxa de depreciação 3°.ano: 10%

Valor líquido depreciado após 03 anos: R$ 24.000,00

Valor da depreciação: Valor atual – Valor depreciado líquido, após 03 anos

Valor da depreciação (03 anos): R$ 40.000,00 – R$ 24.000,00

Valor da depreciação (03 anos): R$16.000,00

Nesse exemplo que estamos adotando, o funcionário é obrigado a renovar o veículo a cada 3anos:

Custo da depreciação (R$ por KM)  = Valor de depreciação (03 anos)  / (“KM RODADO” x ANO) x 03 anos

Nesse exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0km” temos o seguinte resultado:

Custo da depreciação (R$ por KM)  =   R$ 16.000  / 72.000  (“KM RODADO” por ANO)

Custo da depreciação (R$ por KM) = R$ 0,22

e-) Limpeza:

Lembrando que existem situações, em que o carro é adesivado com a logomarca da sua empresa, e não é nada saudável, o veículo transitar na rua estando imundo.

O primeiro passo, é definir a periodicidade que a empresa está disposta a arcar com esse custo:

Limpeza Semanal (48 vezes ao ano)

Limpeza Quinzenal (24 vezes ao ano)

Limpeza Mensal (12 vezes ao ano)

Nesse exemplo irei adotar o período de “Limpeza Semanal”

O custo da lavagem completa em SP, gira em torno de R$ 35,00

Custo da limpeza (R$ por KM)  = (Limpeza semanal x custo da lavagem) / “KM RODADO” por ANO

Nesse exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0KM”, temos o seguinte resultado:

Custo da limpeza (R$ por KM)  =   (48 x R$ 35,00) / 24.000  (“KM RODADO” por ano)

Custo da limpeza (R$ por KM) = R$ 0,07

f-) Seguro:

O seguro é um custo importante e recomendamos adotá-lo em sua base de cálculo.

O valor do seguro muda muito de perfil para perfil, mas pode ser considerado, na média, em 6,5% do valor total do veículo.

Nesse exemplo, aplicando a fórmula para o “GOL MIL 0KM”, temos o seguinte resultado:

Seguro = 6,5% do valor do carro

Valor do carro (exemplo) = R$ 40.000,00

Custo do seguro = R$ 2.600,00

Custo do seguro (R$ por KM)  =  R$ 2.600  / 24.000  (“KM RODADO” por ANO)

Custo do seguro (R$ por KM)  = R$ 0,11

QUARTO PASSO:

Definir qual a % de reembolso por KM rodado, que a sua empresa irá utilizar:

Não é necessário a empresa arcar com todos custos do veículo, para que seu funcionário use a trabalho, até porque, ele também irá utilizar para si o veículo, e por isso, tem que participar também das despesas.

É prudente a empresa participar dos custos importantes, que garantam ao veículo pleno funcionamento, pois uma vez esse veículo parado, o prejuízo será para ambos os lados, além da empresa poder exigir mais responsabilidade e prestação de contas por parte do motorista.

Nesse exemplo, irei atribuir uma % de rateio, entre a empresa e o funcionário:

Custo do combustível (R$ por KM)  = R$ 0,25 * (100%) = R$ 0,25

Custo do IPVA + SO + LIC (R$ por KM)  = R$ 0,06 * (50%) = R$ 0,03

Custo da manutenção (R$ por KM) = R$ 0,04 * (100%) = R$ 0,04

Custo da depreciação (R$ por KM) = R$ 0,22 * (100%) = R$ 0,22

Custo da limpeza (R$ por KM) = R$ 0,07 * (50%) = R$ 0,035

Custo do seguro (R$ por KM)  = R$ 0,11* (50%) = R$ 0,055

Valor do KM rodado (nesse exemplo) = R$ 0,63 por KM

Esse valor é baseado em critérios, e não em “achismo”, e pode ser discutido de forma transparente entre as partes (empresa e funcionário).

Após apurado o valor justo do reembolso por KM rodado, outra grande dificuldade, é apurar a verdadeira quilometragem rodada a trabalho no dia-a-dia e para isso, você pode clicar nesse post.

30 Comentários

    1. Nelson Marques Pereira

      Bom até achei os parametros justos porem tenho que discordar de algumas colocações: a) um GOL 0km só faz 14,7km/l nas contas do fabricande , tenho um e nunca consegui fazer mais de 8 na cidade na estrada dependendo do estado da rodovia só faz 10,3 a80km/h sem subidas e sem utilizar ar condicionado se usar estes valores caem para 7KM/l e na estrada 9.8. b) não foi levado em conta os engarrafamentos homéricos das cidades que vc gasta combustivel e não anda, exemplo 2:00 para andar 3 km se andando vc faz em 1 minuto de gasto gastando as duas horas o consumo deve cair sensivelmente concorda, os seus calculos são feitos com valores ideais sem levar em conta variaveis reais encontradas no dia a dia, como tambem não levou em conta eventuais quebras, como reboque, mão de obra, compra de peças e desgaste dos pneus não sei a quanto tempo estes cauculos foram feitos mas estão muito aquem da realidade. Sem contar com o pior que é o funcionário que arca com as despesas para serem reembolsados as vezes em 30 dias, ou seja o funcionário banca a despesa do empregador tirando do seu salário. Um exemplo real o meu, um gol com em tres anos aproximadamente com 90.000Km rodados se desvaloriza muito mais que R$16,000, se vc conseguir 60% do valor pago efetivamente pois (pois que tem 40.000) para comprar um carro não vai comprar um GOL, ainda tem o financiamento que o carro de 40 sai quase a 70 financiado, bancado com o seu salário. ou seja as despesas mais o custo efetivo do veiculo sai quase 45% do salário. Só o empresário lucra com isso, não empata dinheiro em frota,não arca com seguros não arca com manutenção, em fim só vc desgasta o carro, (arranha, desalhinha,desgasta estofamento, desgasta a propria pintura etc)fora que um motor 1000 que não dura dois anos sem precisar de uma retifica, não conheço um que rode 2000 km por mes e esteja em perfeito estado, na minha realidade o custo do KM deveria estar no minimo em R$1,20 por KM levando em conta o preço médio da gasolina no Rio de Janeiro a R$4,00 o litro (há se usar álcool todos cauculos são mais ficticios ainda)

      Responder

      1. Olá Nelson, Obrigado pela participação e pela disposição ao debate desse tema. Para adequar a cada situação eu montei um simulador em excell que você pode baixar e customizar melhor de acordo com a realidade. Meu objetivo nesse post foi abrir a visão de quem não tem dúvidas de como chegar no custo operacional do KM rodado de um veículo de trabalho. Forte abraço Léo

        Responder

      2. Olá Nelson, Obrigado pela participação e pela disposição ao debate desse tema. Para adequar a cada situação eu montei um simulador em excel que você pode baixar e customizar melhor de acordo com a realidade. Meu objetivo nesse post foi abrir a visão de quem não tem dúvidas de como chegar no custo operacional do KM rodado de um veículo de trabalho. Forte abraço Léo

        Responder
      3. Eder

        Leonardo; boa tarde.

        onde esta esta planilha que vc disse que poderia ser baixada ?

        Responder
  1. Paulo Rogério Milani

    Qual a sua opinião sobre o Uber ao considerar esses cálculos

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Boa pergunta Paulo, O Uber trabalhando a R$1,20 o Km e cobrando 25% de taxa deixa claro que a margem do motorista é muito pequena. Acredito que o motorista tenha que investir numa estrutura de gás natural e o valor tem que ser algo em torno de R$1,50 por KM para ganhar uma margem justa.

      Responder
  2. Walfredo A.Couto

    Eu sou taxista ha vinte e dois anos e minha maneira de calcular o custo do km rodado é parecido com o seu.Eu vejo tudo que eu gastei com o carro como manutenção,seguros facultativo e obrigatório,licenciamento, documentos e depreciação.Coloco tudo isto no numerador da fração e no denominador coloco a distância percorrida para os insumos utilizados.Quanto ao cálculo da depreciação, eu faço valor de aquisição,menos valor de venda,dividido pelo tempo desta operação.

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Sua experiência conta muito para mim. Obrigado pela participação! forte abraço Leo

      Responder
  3. Paulo Cortez

    Ficou muito bem explicado. Porém, na parte da manutenção faltaram: os pneus, amortecedores, etc… que a revisão não cobre. Talvez essa manutenção de R$ 980,67 seja em outro pais.

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Boa Paulo! Tem uma planilha nesse blog sobre cálculo de KM que permite edição e você pode colocar os número dentro da sua realidade. Forte abraço! Obrigado pela participação no blog Leo

      Responder
  4. Charles R Costa

    Muito bom, esta QUASE completo…sua planilha é exatamente como a minha, sou representante comercial porem no quesito “manutenção”, estão faltando dados…e muitos. Voce considera “manutenção” apenas as revisões na concessionaria? pois bem, as revisões (preços) listados acima baseiam-se na estimativa da montadora para uso moderado, e não de uso comercial, ou seja, o custo REAL da manutenção vai muito além. Estamos falando de custos não inclusos na “revisão’ dada na concessionaria, os preços das peças não estão inclusas. Estão inclusos nestes valores apenas itens basicos, troca de oleo e filtro de oleo, filtro de ar…mais nada…ah, o tal “kit de lubrificação” que nada mais é que um WD40 que aplicam em todo carro, dobradiças e tal
    correia dentada, rolamento tensionador, pastilhas de freios (e discos), fluidos de freio, AMORTECEDOR, pneus porque dependendo do carro e na maioria dos carros desse tamanho troca-se pneu com 50 mil km OU MENOS, batente de amortecedores, cambagem, caster, alinhamento, bieleta, terminais, axiais…isso sim faz parte da manutenção do carro, e mesmo sendo ele zero deve ser considerado no calculo a depreciação ou melhor, o desgaste destas peças para efeito de calculo pois ao final de um determinado periodo seja 2 3 ou 4 anos, o km acumulado deve OBRIGATORIAMENTE ser suficiente para custear todas as susbtituições de peças nesta lista, poque SIM elas desgastaram a maior parte durante a execução de sua atividade….portanto se fizer o abatimento dos custos destas peças na quilometragem total deve aumentar um pouco esse valor ai não acha?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Com certeza Charles!! Fiz uma planilha bem democrática nesse blog que vai te dar uma simulação de forma customizada. Ainda bem que você compreendeu que usei valores oficiais da montadora……mesmo sabendo que na prática são números difíceis de serem atingidos. Obrigado por participar do blog. Abs, Leonardo

      Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Obrigado Vicente, fico muito feliz em contribuir com conhecimento para você. Abs, Leo

      Responder
  5. Wellington

    Boa tarde.
    A empresa pagava 0,61/ km em dinheiro, porem após um tempo, começaram a pagar os mesmos ,61 mas nesses cartões de combustível, nesse caso, como fica a depreciação do veiculo?
    As manutenções eram pagas pela empresa, mas não ajudavam em nada com seguro, ipva…etc.

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Wellington, o objetivo do blog é fornecer informação e conhecimento sobre o tema. Sobre o conflito, sugiro sempre uma conversa franca e embasada em fatos com sua empresa. Forte Abraço! Leo

      Responder
  6. Tamara

    Muito grata por esta postagem, muito clara e didática. Me foi útil por demais. Na verdade, me salvou, porque usei como base para cobrar por um serviço que exigirá meu deslocamento com carro. Agradecida!

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Tamara, obrigado pelo feedback , ver isso me inspira!!! Abs, Leo

      Responder
  7. Cleyton Gomes da silva

    OI LEONARDO PARABÉNS PELO TRABALHO! ONDE EU CONSIGO A PLANILHA COM ESTES CÁLCULOS?

    Responder
    1. Leonardo Gazolli

      Oi Eduardo, nesse exemplo não está incluso. Existe um simulador nesse blog que você consegue chegar no “seu valor por km”. sugiro fazer o download desse simulador. Forte Abraço. Leonardo

      Responder
  8. Magdiel Costa

    Vc pode compartilhar sua planilha do Excel, seria muito bom podermos alimentar ela com os nossos dados. Obrigado

    Responder

    1. Magdiel, bom dia! Tenho esse pedido pendente com nossos assinantes, como a planilha foi feito por um terceiro, estou em contato com ele, pois até eu desconhecia este bloqueio por senha. Assim que tiver em mãos, te dou um retorno. Conte com isso! Abraços! Leonardo

      Responder
  9. Rita Cangussu

    Bom dia Srs.
    Para facilitar, vocês tem uma planilha? Pode ser só a formula ou excel se tiverem.
    Agradeço a atenção.

    Responder

    1. Olá Rita, temos sim. Entre no blog.contele.com.br e click na lupa e digite: simulador . Vai aparecer a planilha para você baixar. Abs, Leo

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *