A prática do reforço positivo na sua equipe externa.

Olá, tudo bem?

Hoje iremos falar sobre a prática do reforço positivo na gestão da sua equipe externa.

Você já percebeu que a nossa cultura dá mais importância aos erros do que aos acertos?

Sim, nós involuntariamente caçamos e punimos com mais rigor os erros, do que elogiamos os acertos. Isso é cultural!

Nós supervalorizamos o “primeiro lugar”, e caçamos culpados a partir do “segundo lugar”, também conhecido como “primeiro perdedor”.

Se formos aplicar esse hábito cultural no trabalho em equipe, o resultado será uma tragédia!

Se você supervalorizar os melhores, e SOMENTE criticar os que se dedicaram mas entregaram menos, cada vez mais você irá criar um “vazio” de engajamento.

Não é à toa que segundo a pesquisa Gallup, 27% dos funcionários estão engajados na sua empresa, e o restante se sente “vendendo tempo”. (Olha que o Brasil é um dos melhores resultados a nível mundial).

O mundo precisa urgente de REFORÇO POSITIVO (R+).

Vamos usar a punição (R-) numa proporção mais justa e composta com REFORÇO POSITIVO.

Eu, por ser engenheiro, adoro uma fórmula (rsrsrsrs), então vou te passar uma que irá funcionar muito bem:

No mínimo, a cada 01 R- (punição), faça antes 03 R+ (reforço positivo ou elogio).

Garanto que essa fórmula irá elevar o engajamento do seu time.

Ops… detalhe: Tem que ser o R+ “verdadeiro”, pois R+ sugerindo hipocrisia ou forçação de barra, não rola.Afinal nós sabemos se somos ou não merecedores de um elogio sincero 🙂

Um gestor e um líder de sucesso, nos nossos tempos, tem a missão de empoderar seus liderados, e o caminho inicial é o reforço positivo.

Mas não basta só R+, é preciso medir os resultados e adotar uma política de reconhecimento justa e transparente, algo que falaremos nas próximas postagens.